Já falamos sobre o que é Growth Hacking e a sua importância. Esse termo agrega, de um lado, ações originais, de baixo custo, mas com alto retorno e, de outro, uma mentalidade de negócios mais científica. Agora, vamos mostrar seis técnicas de Growth Hacking que podem ajudar seu e-commerce a crescer rapidamente. Confira e invista na sua estratégia!Técnicas de Growth Hacking Ideias Estratégia

1 – Trabalhe o seu SEO

Visibilidade não precisa custar caro. Estar bem posicionado nos motores de busca do Google depende, principalmente, de um bom trabalho de SEO (Search Engine Optimization). Preencha todos os atributos no cadastro dos produtos da sua loja online. Utilize boas palavras-chave nas suas páginas.

Pense na forma em que o seu consumidor pesquisa e acompanhe os tópicos de destaque nas redes sociais. Invista no chamado link building, quanto mais seus links forem compartilhados e referenciados, melhor a sua posição no ranking. Tudo isso é gratuito e pode gerar alto retorno.

2 – Produza conteúdo de qualidade

Você não dependerá de uma grande produção para essa tarefa. Como especialista no que faz, compartilhar suas experiências pode ajudá-lo a formar uma legião de fãs. Como falamos anteriormente, textos alinhados com a sua proposta em um blog, vídeos e fotos que depõem a favor do seu produto ou serviço e posts nas redes sociais são um diferencial. Não esqueça que é necessário ter um conteúdo único e com alto potencial de engajamento.

Uma dica é mostrar seu interesse pelo usuário e fazer a sua marca interagir com ele. Um exemplo que pode servir de inspiração é o caso da marca Pepsi. A partir dos Limões, personagens associados ao produto Pepsi Twist, conversam o tempo todo com os consumidores em suas fan pages próprias.

Busque criar esse nível de conexão com o seu público e faça ele se sentir parte do seu universo. Você não precisa investir um valor extraordinário em mídia dentro do seu segmento. Utilize a criatividade, foque na segmentação do seu público e lembre-se da regra número para que suas técnicas de Growth Hacking sejam bem-sucedidas: tenha uma estratégia bem definida.

3 – Conheça as comunidades (e participe!)

São muitas as opções. Desde as redes sociais aos aplicativos de mensagens. Consumidores e empreendedores trocam experiências, tiram dúvidas e discutem novidades por esses canais em grupos específicos. Se você trabalha com e-commerce de nicho é ainda mais produtivo e eficiente participar desses fóruns. Além de ser uma maneira de conhecer melhor o seu público, também é uma oportunidade gratuita de fortalecer sua presença online.

4 – Ative seus consumidores

Invista em ações que costumamos chamar de member get member. Ou seja, faça seu público mobilizar as próprias redes para propagar seus produtos ou serviços. O usuário pode ganhar o produto ou serviço se indicar sua oferta para 5 amigos. Outro exemplo: se cadastre no site e envie um cupom para seus 10 melhores amigos. Há ainda mais um caminho interessante: utilizar o User Generated Content (UGC).

Em resumo, isso corresponde a incentivar o seu consumidor a produzir conteúdo para você. Vale desde enviar vídeos com seu produto ou serviço, até fazer posts em nas redes sociais, usando suas hashtags. Em troca, você pode sortear prêmios – lembre-se que o cliente precisa enxergar valor e benefício na sua ação. Com o conteúdo legalmente autorizado, sua marca pode divulgar campanhas com custo mais baixo do que pelas vias tradicionais.

5 – Garanta sua Prova Social (Social Proof)

Mostre seu poder. Isso mesmo! Uma vez que você atraiu novos consumidores para a sua loja, é a sua chance de mostrar que ele está no lugar certo. A técnica simples e prática de Prova Social (do inglês, Social Proof) nada mais é que mostrar, em logos, seus parceiros de negócio.

Seu site pode exibir os maiores fornecedores, os meios de pagamento que oferece, os selos e certificados das empresas de segurança e seus provedores de tecnologia, por exemplo. Outra opção de peso é mostrar logos dos veículos de imprensa que já publicaram sobre o seu produto ou serviço. Ter “testimoniais”, depoimentos de clientes que defendem sua marca, é um atributo a mais.

Você pode se perguntar se esta prática está mesmo entre as técnicas de Growth Hacking. Sim, esteja certo que ela pode ser a diferença entre ter visitantes que não compram nada e fechar milhares de novas vendas. Sem essas garantias, dificilmente um usuário que nunca consumiu a sua marca lhe dará um voto de confiança.

6 – O Email está vivo

Acredite nisso. Este ainda é um canal importante para trabalhar a sua retenção de maneira eficiente e com baixo custo. Não o deixe de lado, mas o utilize de forma criativa. Aprimore sua régua de comunicação para tocar no ponto certo em cada etapa da jornada do cliente com a sua marca. Aproveite essa ponte direta para vender mais, compartilhando os produtos ou serviços em destaque na semana.

Ofereça uma newsletter com o seu conteúdo e disponibilize pesquisas para que o consumidor lhe dê um feedback da sua compra. Assim você terá mais informações para otimizar o seu negócio online. Não esqueça de falar a língua do seu comprador e usar os elementos que ele se identifica. Há casos de sucesso de marcas que remodelaram sua comunicação com o público neste canal investindo em gifs, memes e vídeos. Invista nas técnicas de Growth Hacking, faça diferente e se sobressaia!

Gostou da matéria? Compartilhe em suas redes sociais e continue com a gente!
Quer abrir uma loja ou migrar para uma plataforma que atenda a todas as suas necessidades?
Conheça agora as plataformas Rakuten Digital Commerce

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários