Descendo dos céus em meio às flores de cerejeiras, uma caixa contendo molho de soja, sal, tinta e lápis de cor. Este foi o primeiro delivery por drone em residência particular do Japão! Aconteceu no quintal de uma casa na cidade de Fujieda, cerca de 120 km a sudeste de Tóquio.

Rakuten Delivery por Drone Japão

A família fez o pedido pelo aplicativo da Rakuten Drone no celular. Depositada pelo drone, uma caixa da Rakuten pesando 1,410 gramas chegou às mãos deles minutos depois. “É realmente conveniente, porque levaria pelo menos 20 minutos para dirigirmos até uma loja, mais uma hora lá para comprarmos e retornarmos”, disse Hirotsugu Shimoda.  “Se esse fosse um serviço já estabelecido, eu definitivamente usaria”, completou. “Foi muito legal”, afirmou Rui, o filho mais novo de Shimoda. “Eu espero que o drone venha de novo”.

Rakuten Delivery por Drone Japão 3

Um vizinho da família também usou o app para pedir croquetes e uma marmita para o almoço. A encomenda pousou no jardim cerca de 15 minutos após o fechamento do pedido. “Eu ainda posso dirigir para comprar o que preciso, mas provavelmente devo entregar minha carteira de motorista em dois ou três anos”, disse Shigeru Katayama, de 86 anos de idade. “Tenho grande expectativa pelo serviço de delivery por drones no futuro”, declarou.

Rakuten Delivery por Drone Japão 4

Tecnologia  nos bastidores do delivery por drone

Desenvolvido em colaboração com a Autonomous Control Systems Laboratory Ltd. (ACSL), o drone autônomo Tenku drone tem rotores mais silenciosos e melhor escala em comparação com a versão inicial, além de um paraquedas adicional. O equipamento decolou de um resort a cerca de 1 quilômetro de distância. Ele voou por aproximadamente cinco minutos sobre o  Rio Seto para entregar os produtos no distrito de Setoya, numa região montanhosa e agrícola. A cidade de Fujieda fechou parceria com a empresa de delivery por drone da Rakuten para este marco na história do país.

“Estamos emocionados que a primeira entrega por drone em uma propriedade privada no Japão está acontecendo na nossa cidade”, disse Kazuyuki Kono, vice-prefeito de Fujieda. “Nossa cidade tem dedicado bastante esforço a tecnologias como Inteligência Artificial, Tecnologia da Informação e das Comunicações e Internet das Coisas. E estamos, agora, focando em drones. Eles são não apenas convenientes, mas podem ser usados para entregar medicamentos e suprimentos em situações emergenciais. Agora, estamos treinando um esquadrão de 10 cidadãos de Fujieda para operarem os drones sozinhos”, completou.

Rakuten Delivery por Drone Japão 5

Incursões na zona rural do Japão

Serviços de delivery por drones estão sendo desenvolvidos no Japão como forma de enfrentar problemas sérios. Entre eles: a recuperação de desastres, o isolamento de algumas comunidades, o envelhecimento da população e o encolhimento da força de trabalho. A unidade de negócios de drones da Rakuten começou em 2016, quando um drone tipo Tenku fez história entregando equipamentos, bebidas e lanches a jogadores de golfe em um campo localizado no leste de Tóquio.

Em outubro de 2017, a Rakuten Drone iniciou seu serviço de delivery de produtos por drones de lojas de conveniência a centros comunitários na cidade de Minamisoma, em Fukushima. O serviço está focado em facilitar a vida de moradores que precisam viajar longas distâncias para comprar. A área foi devastada, em março de 2011, pelo terremoto e pelo tsunami que afetaram o leste do Japão. Ambos ocasionaram, posteriormente, o desastre na usina nuclear de Fukushima.

“Existem regulações a respeito do uso de drones nas cidades, então nós gostaríamos de avançar com as entregas em áreas de maiores altitudes como esta e também em ilhas isoladas”, disse Hideaki Mukai, Gerente Geral da Rakuten Drone. “Nossa missão é de empoderar as pessoas que estão tendo dificuldades para comprar e tornando a vida delas mais conveniente”.

Rakuten Delivery por Drone Japão 6

Serviço de delivery por drone em área urbana até 2020

Enquanto o serviço de compras se estabelece, os usuários poderiam tanto alugar quanto comprar suas próprias plataformas de pouso, de acordo com Mukai, que também é CEO da Rakuten Airmap, uma startup de gerenciamento de tráfego de drones. Outra possibilidade é  os drones abrirem mão das plataformas de pouso. O que só é possível se forem equipados com um sistema ultra-preciso de posicionamento com 1 metro de resolução. O chamado Quasi-Zenith Satellite System (QZSS) deve ser lançado no Japão ainda este ano.

Com o objetivo de acelerar a adoção comercial dos drones, o governo japonês vai afrouxar regulações que datam de 2015. O poder público deve permitir o serviço de delivery por drones em áreas remotas até o meio do ano. O voo sobre áreas com alta circulação de pessoas deve continuar proibido. No entanto, operadores poderão voar com os drones além da sua linha de visão em regiões montanhosas e ilhas remotas. O movimento do governo se dá à medida em que este se prepara para permitir o voo de drones em zonas urbanas até 2020. Neste ano,  inclusive, Tóquio sediará os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Curtiu esse artigo? Então continue de olho no nosso blog e nas nossas redes sociais!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários