Um nicho é um recorte menor e bem definido dentro de um determinado segmento de mercado. Focar em um ponto estratégico, no lugar de dispersar esforços e recursos em diferentes públicos e direções é a forma encontrada por muitos novos empreendedores online para ganhar relevância e lucratividade rapidamente. O e-commerce de nicho, diferente dos grandes magazines, pode trabalhar com volumes menores de venda e, mesmo assim, ser uma opção vantajosa em muitos sentidos.

Chocolates E-Commerce de Nicho Loja Virtual

Se o público-alvo é mais segmentado, fica mais fácil conhecê-lo e agradá-lo. Os lojistas online neste modelo de negócios investem em agregar valor à sua oferta. Uma vez que os compradores enxergam os benefícios do produto ou serviço, se mostram dispostos a pagar mais caro. Ou seja, muitas vezes, as margens de lucro são maiores, ainda que a quantidade de pedidos seja pequena. Se o e-commerce trabalhar com um nicho muito restrito e ofertar algo novo ou difícil de encontrar, o potencial é ainda maior.

A oportunidade de se especializar em uma parcela do mercado também cria um vínculo forte com o consumidor. Essa vantagem ajuda o e-commerce a planejar e aprimorar vários pontos da sua operação para oferecer a melhor experiência de compra. Sem falar que um espaço delimitado é mais fácil de ser dominado. O que queremos dizer com isso é que o caminho até a liderança é curto e possível. O oposto de enfrentar um segmento macro em que grandes players já estão consolidados.

Como escolher o nicho certo

  • Busque um segmento com o qual tenha forte identificação pessoal. Esse ponto é essencial, já que você terá que dedicar tempo e potencial criativo para desenvolver e gerir o seu negócio;
  • Estude se o nicho escolhido tem boa aceitação na região que seu e-commerce irá atender. É essencial considerar as condições geográficas, demográficas, político-culturais e tecnológicas de onde se pretende operar. Isso o ajudará a chegar à melhor oferta, seja produto ou serviço, para o público-alvo;
  • Pesquise sobre o desenvolvimento desse nicho nos últimos anos e nos próximos. Há diversas entidades que divulgam levantamentos periódicos sobre os diferentes segmentos do e-commerce e suas peculiaridades. Algumas delas: Ebit, ABCOMM, Sebrae, entre outras. Esses dados respaldarão sua escolha, podendo dar mais confiança na decisão ou fazê-lo mudar de rumo;
  • Mapeie seus principais concorrentes e como eles se comunicam. É importante ter referências claras sobre o mercado no qual espera entrar. Esse trabalho inicial é fundamental para a definição dos atributos que o diferenciam diante das demais lojas virtuais. O consumidor é sensível a marcas bem posicionadas e que investem em comunicação e relacionamento;
  • Levante o perfil do seu público-alvo (como ele se comporta, quais os seus valores, pelo que está disposto a pagar etc). Muitos empreendedores participam de grupos e fóruns nas redes sociais, em aplicativos de mensagens e eventos do setor. Assim, conhecem de perto seus compradores e ainda atuam como especialistas em relação aos seus produtos e serviços com grandes chances de se tornarem referência no mercado;
  • Identifique os grupos e canais que seus consumidores em potencial mais utilizam para se comunicar, pesquisar e comprar. Essa dica vale para todas as lojas virtuais, mas no caso dos e-commerces de nicho é ainda mais importante. Esse tipo de negócio se baseia na proximidade da empresa com o comprador, que gera engajamento e fidelização. Por isso, deve ser uma prioridade.

4 dicas para se destacar com um e-commerce de nicho

1 – Considere nichos menos explorados.

Nem sempre começar por nichos que estão em alta é uma boa maneira de ter sucesso. Ser pioneiro em um nicho carente ou pouco explorado, apesar dos desafios de vencer algumas barreiras pela primeira vez, pode ser uma oportunidade de ouro de chegar à liderança e garantir o tão sonhado top of mind do consumidor;

2 – Aposte no conteúdo

Oferecer conteúdo de qualidade, contribuindo para a informação e educação do consumidor, é um caminho certo para conquistá-lo. Uma estratégia de Inbound Marketing agrega valor à marca, gerando tráfego e abrindo portas para novas vendas. Esse é com certeza um dos artifícios mais explorados pelos e-commerces de nicho.

3 – Se especialize

O e-commerce de nicho exige um relacionamento muito mais próximo entre lojista e o consumidor, como já falamos anteriormente. O comprador, normalmente, busca mais informações e não quer saber apenas o que está descrito no site. Alguns têm curiosidade sobre a história do produto e suas peculiaridades, como é bastante comum com artigos geek e colecionáveis, por exemplo. Por isso, é preciso estar preparado e com o discurso “na ponta da língua”. Mais um motivo para que seu nicho de atuação seja um ramo com o qual você se identifica.

4 – Prepare sua infraestrutura

Não é porque estamos falando de um universo menor que o lojista poderá relaxar em relação à infraestrutura do site. É preciso, sim, estar sempre preparado para picos de demanda. Ter uma boa plataforma de e-commerce para garantir o funcionamento correto do site, páginas responsivas para mobile, um sistema de pagamentos seguro e um checkout enxuto são algumas das principais recomendações.

Se inspire em cases de sucesso

1 – Ludique et Badin

O segmento de Moda e Acessórios foi o que mais vendeu pela internet no ano passado em número de pedidos, segundo o relatório Webshoppers, da Ebit, empresa de informações sobre o comércio eletrônico nacional. Ingressar com uma estratégia de massa nessa categoria é bater de frente com players antigos e que defendem seu território de forma agressiva. Delimitar um nicho específico para explorar, certamente, garantiria mais oportunidades de agregar valor ao cliente e conquistar o seu espaço.

A loja virtual Ludique et Badin adotou essa linha mais exclusiva e personalizada, escolhendo o nicho de sapatos infantis para meninos e meninas. A grife possui produtos da própria marca e vende ainda grandes marcas internacionais. O foco é aliar as tendências mundiais em moda infantil com o conforto e a qualidade que as crianças precisam. Tudo a ver com o próprio nome da empresa, que em francês significa “Lúdico e Brincalhão”.

Ludique et Badin E-Commerce de Nicho

2 – Mubo

O segmento de Casa e Decoração é outro queridinho dos empreendedores online e, nesse universo, a loja virtual Mubo encontrou um nicho inovador no Brasil: os adesivos de parede. Em 2006, quando a empresa nasceu, a prática não era conhecida por aqui e os consumidores adotaram a ideia. Pouco mais de uma década depois, a empresa ampliou os horizontes e desenvolveu sua linha personalizada de artigos decorativos. Além dos adesivos, passaram a compor o portfólio da marca luminárias, quadros, organizadores, móveis, entre outros itens.

Mubo E-Commerce de Nicho

Ficou fácil notar que o e-commerce de nicho está longe de representar uma “restrição” à sua forma de atuar no comércio eletrônico. Pelo contrário, esta modalidade abre caminho para novos negócios em que lojista e consumidor só têm a ganhar.

Compartilhe esse post nas suas redes sociais!
Aproveite e conheça as soluções da Rakuten Digital Commerce para a sua loja virtual!
Quero conhecer agora 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários