Tempo de leitura: 2 minutos

9783919272ae68c1fd523152ca0d7028As vendas de produtos de necessidades básicas para o público masculino registraram um aumento de 2,3% no volume durante o período de junho de 2014 a junho de 2015, revela o último Estudo Global de Confiança do Consumidor da Nielsen. Apesar da crise econômica, no cenário de consumo, 46% deles acreditam que vivem o momento certo para comprar coisas que desejam, pois são mais confiantes e economizam mais.

Segundo a pesquisa da Nielsen sobre o mercado masculino, cada vez mais homens estão se voltando ao setor de higiene e beleza em tempos difíceis na economia, já que cuidar da aparência pode trazer benefícios a um baixo custo.
Em junho, o público masculino foi responsável por 35% dos gastos com itens que incluem shampoo, condicionador, tintura, lâminas, sabonete, desodorante, face care (produtos de tratamento para rosto), body care (produtos de tratamento para corpo) e perfumes em relação ao mesmo mês de 2014.

“Isso ocorre, pois muitos homens preferem comprar os produtos em lojas do varejo e utilizar em casa, ao invés de ir até o salão de beleza”, explica em nota Margareth Utimura, especialista de indústria da Nielsen. Ela destaca que “homens de 19 a 25 anos contribuíram para o crescimento de 44% da categoria de hidratantes para o corpo, comportamento que aponta para um homem cada vez mais vaidoso”. Já na faixa etária de 36 a 45 anos, o público masculino contribuiu com 66% de crescimento para a categoria perfumes.

Posicionamento mais impactante
Margareth observa que mesmo com dados positivos do mercado masculino de higiene e beleza, muitos homens brasileiros não utilizam produtos específicos por falta de informação ou estímulos de ações no ponto de venda e com a mídia.
Na categoria desodorantes, por exemplo, cerca de 30% dos homens utilizam produtos que não foram desenvolvidos especialmente para esse público. “Por isso, indústria e varejo precisam ter um posicionamento mais impactante para o mercado de H&B masculino e enriquecer o ponto de venda com marcas e versões voltadas para esse público. Também devem trabalhar de melhor forma a comunicação nesses locais com ações promocionais que facilitem o entendimento dos homens”.

E onde esses consumidores buscam informações sobre esse mercado? Segundo a Nielsen, a internet é um dos melhores meios para encontrá-los. Os homens se atualizam e buscam novidades principalmente através das redes sociais, e-mail, vídeos, portais e sites de notícias.

Fonte: ESPM Núcleo de Estudos do Varejo

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários