ecom_img6
As vendas online foram um dos poucos pontos positivos no varejo brasileiro durante o último mês de maio.  O e-commerce cresceu 7,4% sobre o mesmo mês no ano passado. O Spending Pulse, relatório mensal sobre o varejo da MasterCard apontou ainda, que em contraste a esse cenário, as vendas totais do varejo (excluindo automóveis e materiais de construção) caíram 4.6% em relação a 2014.
O que puxou a média dos últimos três meses para uma queda de 0,9%. Percentual  abaixo do primeiro trimestre deste ano, que foi de -0,1%. “Mesmo com o Dia das Mães, que é a segunda data comercial mais importante do Brasil, as vendas não conseguiram sair do seu atual ritmo de queda”, afirma  Kamalesh Rao, diretor de pesquisa econômica da MasterCard Advisors.
O relatório ainda mostrou que quatro dos sete setores tiveram um desempenho acima do indicador de vendas totais: produtos farmacêuticos, artigos pessoais e domésticos, materiais de construção e vestuário. Combustíveis, supermercados e móveis e eletrônicos apresentaram desempenho abaixo das vendas totais. Enquanto isso, as vendas online de móveis e vestuário cresceram acima das vendas totais de e-commerce. Enquanto eletrônicos, produtos farmacêuticos e hobby & livraria mostraram um crescimento inferior ao registrado pelo setor.
Rao acrescentou que “a fraca confiança do consumidor, somada ao crescimento da taxa de desemprego, inflação alta e o aumento do comprometimento da renda das famílias apontam para um ambiente hostil para as vendas no Brasil. Sem uma melhora do ambiente econômico, será difícil a retomada nas vendas do varejo num futuro próximo”, analisa.
Fonte: Clientes S/A
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários