Tempo de leitura: 2 minutos

inbound

Falar em Inbound Marketing ainda causa um pouco de estranheza em algumas pessoas e profissionais da área. Por mais em alta que esteja, tratar desse conceito e aplicá-lo no dia a dia pode ser uma tarefa um pouco complicada. Mas e o Inbound Commerce? Qual a diferença para o seu “irmão” marketing? E o que ele tem a ver com e-commerce?

Sim, estamos tratando de dois termos muito comuns, principalmente para quem lida com vendas online, os famosos e-commerces. Neste texto vamos tentar mostrar um pouco do que o Inbound pode fazer para alavancar a sua loja virtual. Seja o “marketing” ou o “commerce”, os dois podem ser grandes aliados nessa luta diária e constante por novos e-consumidores e novas vendas.

Inbound Marketing

Fica meio difícil definir o que é Inbound Marketing de maneira simples e resumida, mas vamos expor algumas diferenças para tentar deixar essa definição mais clara. O Inbound Marketing (ou novo marketing, como também é conhecido) é uma ideia recente, ainda não muito difundida, embora bastante estudada. A ideia aqui é atrair o interesse do cliente, em vez de apenas conquistar mais uma venda. Neste último caso, temos um exemplo do Outbound Marketing – ou velho marketing.

O conceito foca na evolução do consumidor. Mais do que comprar seu produto, ele quer que seu produto, sua loja (seja ela virtual ou não) e sua marca lhe desperte interesse. Aqui podemos explicar de uma outra maneira, com o foco em atrair, converter (em vendas), fechar e encantar. Apesar de trabalhar em várias cadeias da produção e da venda, o Inbound Marketing pode acabar custando a metade do que o Outbound.

O objetivo também é conquistar mais clientes e mais vendas, mas não apenas isso. Engajá-los, oferecendo um conteúdo atrativo, que os faça aprender ou conhecer um pouco mais sobre determinado assunto, é uma ótima alternativa. Desta forma, não ganhe apenas mais um cliente, mas sim um fã. Acredite, vale muito mais. O cliente pode fazer uma indicação, mas um fã com certeza o fará.

Inbound Commerce

Bom, já mostramos um pouco do que é o Inbound Marketing. Agora partimos para seu “irmão”, o Inbound Commerce. Não é um exagero dizer que os conceitos realmente são bem próximos, uma vez que o segundo é, praticamente, uma variação do primeiro, mas voltado exclusivamente para a internet e as lojas virtuais.

Quem trabalha com e-commerce busca, muitas vezes, fazer uma análise rasa a respeito do comportamento do seu consumidor: ou compra, ou não compra. Mas os que não compram, o que fazem? O Inbound Commerce tem o objetivo de explicar isso e, com as informações, tentar converter essas visitas em novas vendas.

Alguns passos são importantes neste processo. Primeiro, o cliente reconhece um problema, depois considera as opções para, só então, decidir pela compra. E como a grande maioria acaba estacionando nas duas primeiras fases, talvez um empurrãozinho possa converter esse visitante em cliente. Esse incentivo pode ser em forma de novidades frescas por e-mail ou até um cupom de desconto. Afinal, quem não gosta de um descontinho extra, não é mesmo?

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários