Tempo de leitura: 2 minutos

O comércio eletrônico deve apresentar um crescimento nominal de 25% em 2013, atingindo faturamento de R$ 28 bilhões, prevê a e-bit, empresa especializada em informações do setor.

A diretora de negócios da companhia, Cris Rother, aposta na aceleração das vendas de dispositivo móveis como tablets e smartphones. “A cada ano vemos maior adesão dos brasileiros a dispositivos móveis devido a redução dos preços dos produtos e pela maior oferta de pacotes de banda larga com valores mais acessíveis. Somente em 2012 a queda de preços dos celulares em comparação a 2011 foi de 13,41%”, explica.

Aproximadamente 56% dos consumidores virtuais novatos pertencem à classe C. Uma ameaça a estes compradores é o endividamento: em novembro, 59% das pessoas disseram estar endividadas, sendo que 6,8% declararam que não terão como pagar as dívidas.

Televisor é outro produto que deve estar no carrinho de compras virtual em 2013. Cris Rother explica: “Vimos em 2010 um movimento muito forte na venda de eletrônicos, especialmente TVs de LED e tela fina, estimulados com a Copa do Mundo. Em 2013, teremos a Copa das Confederações, o que pode antecipar essa renovação dos aparelhos visando à Copa de 2014”, analisa.

O comércio eletrônico também não deverá apresentar grandes novidades quanto à entrada de novas empresas no mercado. “Nos últimos dois anos a entrada de novas lojas no setor aconteceu entre as pequenas empresas, que hoje representam cerca de 20% do faturamento do setor”, explica o diretor geral da e-bit, Pedro Guasti.

via MonitorMercantil

Dúvidas sobre qual plataforma de E-commerce escolher? Acesse http://ecservice.rakuten.com.br/ e entenda porque a Rakuten é a melhor escolha.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários