No e-commerce, boa experiência gera clientes satisfeitos e, consequentemente, mais vendas. O que isso tem a ver com usabilidade? Tudo. A jornada do consumidor no seu site está diretamente ligada ao layout, aos processos e aos recursos disponíveis. Cada loja virtual tem o dever de tornar essa interface a mais amigável e fluida possível, se quiser garantir a permanência dos usuários em suas páginas e, claro, a conversão. Confira 6 boas práticas de usabilidade que fazem diferença nos resultados de qualquer loja virtual.

Usabilidade Mulher Usando Celular Loja Virtual

1 – Categorias e subcategorias organizadas

Quando o consumidor chega à homepage de um site, quer encontrar os produtos ou serviços com facilidade. Torne essa experiência a mais simples possível. Abra caminhos para que esse usuário se torne seu cliente sem pensar duas vezes. Ter um menu claro e organizado com suas categorias e subcategorias visíveis e de fácil acesso é o primeiro passo.

Antes de defini-las, uma dica. Coloque-se no papel do comprador e analise como ele pesquisa pelos produtos ou serviços que você oferta. Utilize ferramentas como o Google Trends ou Google Adwords para identificar as palavras mais fortes. Defina boas categorias principais, o que chamamos de categoria-raiz ou categoria-mãe. A partir delas, você conseguirá organizar as subcategorias por tipo de produto ou atributo.

Usabilidade na prática

Veja o exemplo da loja virtual Le Postiche, que optou por 8 categorias principais: Malas, Acessórios, Bolsas, Carteiras, Mochilas e Pastas, Crianças, Presentes e Outlet. Abaixo de cada uma delas, seguem as respectivas subcategorias. No caso da primeira, Malas, é possível escolher por tipo de mala ou pelo tamanho. Essa opção facilita que o comprador chegue o mais rápido possível ao produto que procura.

Le Postiche Usabilidade Categorias

Ao escolher o destino, o consumidor se depara com uma tela com mais algumas boas práticas. Em cada item já é possível visualizar as cores e os tamanhos disponíveis, o preço e as condições de pagamento, antes mesmo de clicar na oferta. É possível saber também a avaliação do produto. O usuário pode ainda escolher como quer visualizar o mix; com as peças dispostas em três colunas ou em lista, uma abaixo da outra. Além de ter a liberdade de ordenar as alternativas por itens mais vendidos, ordem alfabética, maior ou menor preço e lançamentos.

Le Postiche Tela de produtos usabilidade

Você também pode criar categorias especiais em determinados períodos para dar destaque a um grupo específico de produtos e vender mais. Por exemplo: uma nova coleção, itens em oferta durante a Black Friday, presentes para o Dia dos Pais, entre outros. Estas categorias têm tempo determinado para aparecerem no seu site, mas podem ajudá-lo a aumentar a conversão e ao mesmo tempo facilitar a busca do seu público-alvo. Veja a loja virtual de moda íntima, Hope. Para chamar atenção às peças em edição limitada, o e-commerce criou a categoria Limited Edition e a colocou em foco, antes das demais, para incentivar os clientes a clicarem.

Hope Categorias Usabilidade Loja Virtual

Não esqueça de monitorar suas categorias e subcategorias para garantir que as mais procuradas estejam melhor posicionadas. Este é um dos principais elementos para melhorar a percepção do consumidor em relação à usabilidade da sua loja virtual.

2 – Atenção ao Campo de Busca

O campo de busca ajuda o seu consumidor a encontrar o que ele precisa rapidamente. Acontece que a pesquisa é mais pessoal do que imaginamos. É possível que o usuário não saiba o nome do produto e busque pela funcionalidade. Ou mesmo que digite um termo associando o tipo de produto a um atributo como cor, estilo ou tamanho. Sua loja virtual precisa mapear o comportamento de busca do seu público-alvo. Assim, é possível oferecer o melhor recurso.

O Baymard Institute, renomado instituto de pesquisas sobre e-commerce e experiência do usuário do Reino Unido, recomenda que o lojista priorize os métodos abaixo:

  • Busca exata – quando o usuário digita nome exato do produto.
  • Busca por tipo de produto – quando o usuário pesquisa um tipo de produto no lugar do nome exato da mercadoria. (Ex: notebook)
  • Busca por característica ou função do produto – quando o usuário insere o tipo de produto mais algumas características. (Ex: sapato masculino preto)
  • Busca temática – quando o usuário associa o tipo de produto a um tema ou ocasião. (Ex: vestido de casamento)
  • Busca Relacional – quando o usuário procura um produto associando-o a uma pessoa ou objeto. (Ex: livro + nome do autor; show + nome da banda etc)

Além disso, uma boa opção para não perder vendas e deixar os clientes satisfeitos é investir em um recurso de busca inteligente. Com o Global Search da Rakuten Digital Commerce.

Como funciona
  • A pesquisa é retroalimentada pelos clientes, por meio das chaves digitadas.
  • É sugerida uma resposta, mesmo quando o usuário não coloca a palavra exata. Nesse caso, a ferramenta exibe termos variáveis com link para os possíveis produtos ou marcas.
  • Ao digitar uma palavra chave exata ou uma característica, abre um menu que leva o usuário a navegar diretamente pela cor, tamanho ou outros atributos do produto.

Com esta solução também é possível fazer um refinamento dentro do resultado da busca. O lojista pode acessar a tecnologia em sua área administrativa e ter o ranking das palavras positivas e negativas, possibilitando a análise e redirecionamento de termos para o correto. A busca negativa ajuda no refinamento das compras. O resultado da busca ainda pode ser ordenado por produto mais desejado, mais vendido, ordem alfabética, menor preço ou lançamentos.

Não esqueça de dispor o seu campo de busca em um ponto visível e intuitivo para o usuário. Normalmente, ele fica centralizado no topo da página ou no lado superior direito. Para saber o que funcionará melhor para o seu público, não hesite em fazer um teste antes de implementar a posição final. Apostar na sua ferramenta de busca é mostrar que sua loja virtual se preocupa com a usabilidade para o consumidor.

3 – Invista no layout

O layout é o responsável pela primeira impressão que o usuário terá da sua marca ao visitar a sua loja virtual. E, por isso mesmo, é peça-chave para uma boa usabilidade. Ele precisa ser limpo, agradável e intuitivo. Há um conjunto de elementos que ajudam nesse resultado. O primeiro deles é a identidade visual. Não basta ter um nome e um logo. Seu e-commerce precisa estabelecer uma conexão emocional com o consumidor e, para isso, é necessário trabalhar todos os elementos que compõem a identidade visual. Vamos falar de alguns dos principais.

Personas

Defina bem quem são as personas que compõem seu público-alvo. Dê nome, características físicas e psicológicas a elas. Elas te ajudarão a planejar a experiência do consumidor que você quer oferecer nas suas páginas.

Color Guide

Determine qual a sua paleta de cores e tenha as regras do seu color guide bem definidas. Assim, você e seus parceiros saberão quais cores e tons utilizar em cada situação quando se referirem à sua marca. O seu usuário também passará a identificar os caminhos no seu site e nas suas comunicações (email marketing, por exemplo) pelas cores.

Tipografia

As fontes utilizadas no seu site e nas suas comunicações também precisam ser definidas com atenção. Lembre-se que elas precisam facilitar a leitura em diferentes tamanhos de tela, do desktop ao smartphone. Além disso, devem estar alinhadas com as suas comunicações em outros canais fora da sua loja virtual, como em materiais de campanhas para redes sociais e email marketing.

Além dos elementos da identidade visual, que incluem ainda nome, logo, slogan e símbolos gráficos, há também outros aspectos que precisam ser bem trabalhados para gerarem uma boa usabilidade.  Entre eles, estão:

Fotos

As fotos ajudam o consumidor a ter confiança no produto que estão comprando. Por isso, não perca clientes por imagens ruins ou granuladas. Inclua nas suas ofertas fotos de qualidade, em diferentes ângulos e com o tamanho adequado para não comprometer a navegação. Te tiver vídeos do produto ou serviço, não hesite em incluí-los também. Eles reforçam as características da oferta e ajudam o consumidor na decisão de compra.

Botões de Call to Action

Quando pensamos em usabilidade, relacionamos imediatamente à disposição dos elementos na página de uma loja virtual. Mas, além de facilitar a jornada do consumidor, colocando ofertas semelhantes próximas umas das outras, por exemplo, é preciso estar atento aos botões de call to action. Eles precisam estar bem visíveis na página e em cores que estimulem o consumidor a clicar.

4 – Teste tudo e sempre que possível

A melhor forma de descobrir o que funciona melhor no seu site é testando cada elemento. Existem ferramentas online dedicadas a testar a usabilidade do seu site, percorrendo toda a jornada do consumidor, da entrada ao checkout. Você pode recorrer a uma delas para compreender o tempo que um comprador levaria para encontrar um produto, colocar no carrinho, fazer o cadastro e finalizar a compra. Com essas soluções é possível detectar quais pontos apresentam erros e lentidão, podendo afetar a permanência do usuário na loja virtual.

Os famosos testes A/B também fazem toda a diferença na usabilidade do seu e-commerce e são praticamente indispensáveis. Com eles é possível colocar à prova qual o melhor banner para uma campanha, a posição de um botão de call to action, um menu e suas categorias, por exemplo. Funciona assim: cria-se uma página alternativa (B) à sua página atual (A) e expõe-se as duas a uma quantidade igual de usuários. Então deve-se aguardar um determinado período – cinco dias, uma semana, mil acessos etc. Enquanto isso, monitora-se o Google Analytics e as taxas de conversão na sua plataforma de e-commerce. Aquela que teve melhor desempenho deve ser mantida, enquanto a outra será descartada.

5 – Usabilidade = Mobile

Não há mais dúvidas de que o mobile é imprescindível para o comércio eletrônico. Um levantamento da Cisco, empresa de tecnologia americana, estimou que 8,5 bilhões de pessoas terão celulares até 2021. Desse total, 67% serão dispositivos inteligentes. De acordo com o mesmo estudo, smartphones, computadores portáteis, tablets e “phablets” dominarão 98% do tráfego móvel de internet. Ou seja, o seu consumidor, provavelmente, estará comprando via mobile em breve, se já não tiver “virado esta chave”.

Cabe a cada lojista analisar seu modelo de negócio, seu público-alvo e seu orçamento, para definir uma solução que garanta boa experiência mobile, preservando a lucratividade. Pode-se optar por um mobile site (desenvolvido apenas para dispositivos móveis), um site responsivo (feito inicialmente para versão desktop, mas com capacidade de se adaptar a outras telas) ou um aplicativo. Entre outros fatores, a escolha deve levar em consideração o fluxo da sua loja virtual e em que dispositivos, normalmente, seus consumidores fecham suas compras.

6 – Checkout rápido

Esta é uma etapa decisiva para o seu consumidor e também elemento fundamental para garantir o sucesso da usabilidade da sua loja virtual. Ofereça formulários enxutos de preferência em uma única página. Para entender melhor desse recurso, conheça o nosso One Page Checkout. Peça apenas os dados indispensáveis para a operação de pagamento e logística. Assim o comprador não se cansará e terá mais chances de fechar o pedido na sua loja virtual.

A loja virtual Morena Rosa está entre as marcas que utilizam a nossa solução para melhorar a usabilidade do seu processo de checkout.

Morena Rosa Usabilidade One Page Checkout

Ter uma empresa de e-commerce que armazene os dados do usuário de forma segura também é um diferencial. Nós oferecemos, por exemplo, o Rakuten Safe ID, para as lojas que operam nas plataformas Rakuten Genesis e Rakuten One. Se o consumidor voltar à loja, só precisará fazer o login e seus dados serão resgatados para que ele possa iniciar uma nova compra. Caso o usuário já tenha comprado no Rakuten Shopping ou em outros sites que funcionam nas nossas plataformas, parte dos seus dados já estará salva no Rakuten Safe ID e será automaticamente preenchida no cadastro. Assim, o lojista proporciona ao comprador mais confiança e rapidez ao fazer novas compras.

Aproveite as dicas, aprimore a usabilidade do seu e-commerce e veja suas vendas aumentarem.
Gostou do post? Continue acompanhando as novidades do nosso Blog, aqui, e nas redes sociais.
Conheça as plataformas da Rakuten Digital Commerce 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários