Crescemos ouvindo nossos pais e avós dizendo para evitarmos riscos. Frases como “leve agasalho”, “cuidado ao atravessar a rua” e muitas outras extremamente familiares. São conselhos importantíssimos, é verdade. Mas dessas mesmas bocas também saíam ditados como: “quem não arrisca, não petisca”. Afinal, qual conselho seria o mais correto? Na verdade, o risco é parte fundamental da nossa vida e não existe risco zero. Se não o encararmos de frente, avaliando os prós e contras e tomando uma posição, simplesmente, não atingiremos nossos objetivos.

Riscos - Homem andando em setas

Na gestão de negócios, não é diferente. As empresas só obtêm lucro de forma sustentável, se assumirem riscos. Claro, desde que sejam calculados e esse ponto é a chave para o sucesso da estratégia. Ao entrar timidamente em um mercado competitivo como o de e-commerce, tentando (em vão) não correr riscos, o empreendedor deixará passar oportunidades. E isso, muitas vezes, significa perdas ainda maiores ao risco evitado inicialmente. Ou seja, correr alguns riscos pode ser um passo necessário para que a sua empresa continue a crescer.

Tenha planejamento para correr riscos

Parece simples, mas pode ser uma tarefa complexa de executar. Para começar, se aprofunde no comportamento do seu cliente. Não deixe de absorver lições de cada perda (fraudes e inadimplências, por exemplo). O grande segredo é criar um ambiente que propicie o desenvolvimento sustentável do negócio e que, ao mesmo tempo, dificulte as ações de fraudadores. Também é importante investir em ferramentas e mecanismos que reduzam a ocorrência de falhas operacionais e custos.

O empreendedor deve criar controles que ajudem a detectar rapidamente atividades suspeitas, ou seja, fora dos padrões habituais. Assim, será possível bloquear, temporariamente ou permanentemente, a ação de fraudadores. É preciso ainda ter o cuidado de não criar processos engessados e que dificultem o dia a dia da loja virtual. Para isso, além de uma equipe dedicada ao monitoramento diário das operações da empresa, recomenda-se investir em estudos estatísticos e adotar soluções adequadas ao porte e ao risco ao qual o negócio está exposto.

O papel do gestor de riscos

O gestor de riscos deve ser um forte aliado da empresa nessa estratégia. Esse profissional vai garantir todo o suporte necessário para que a operação cresça e não tenha prejuízos. É ele quem ajudará o lojista, no caso do e-commerce, a assumir riscos de forma consciente. Podemos dizer que, gerenciar riscos é se reinventar todos os dias! Num mundo em que o online e o físico são inseparáveis, o desafio para prevenir golpes cada vez mais criativos também se torna maior, testando a capacidade dos profissionais da área.

Por isso, cabe ao gestor de riscos montar uma equipe que complemente suas habilidades. Um grupo de qualidade tem desde analistas e estatísticos até desenvolvedores, só para citar alguns exemplos. E, claro, é preciso ter experiência. O aprendizado das práticas e erros anteriores ajudará a resolver os problemas atuais com muito mais facilidade. O encanto dessa profissão é ver novas empresas se consolidarem ajudando a promover o comércio eletrônico com segurança para as marcas e os compradores. Assim, assumir riscos pode ser positivo para o seu negócio, basta planejar a estratégia e o operacional pensando sempre no seu padrão de qualidade.

(Por Paulo Roberto de Abreu, Diretor de Risco da Rakuten Brasil)

Já conhece a Rakuten Digital Commerce?

CONFIRA AGORA!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários