Tempo de leitura: 3 minutos

Algum dia em breve, o dinheiro que conhecemos – notas e moedas que contamos e carregamos conosco – será tão singular e colecionável quanto os discos de vinil. Os consumidores já estão confortáveis ​​com cartões de crédito e débito. Além disso, os aplicativos de pagamento móvel, como o Rakuten Pay – plataforma de pagamento com código QR usada frequentemente pelos usuários de smartphones do Japão – estão crescendo rapidamente em todo o mundo.

cashless

Pensando nessa premissa, a próxima evolução está sobre nós, empresas: negócios totalmente sem dinheiro. Com isso, daremos início a novos avanços em eficiência comercial e conveniência do consumidor.

Dentro desse cenário, nesta primavera, nós lançamos estádios que não realizam transações com dinheiro para nossos times, os Tohoku Rakuten Golden Eagles, da liga Nippon Professional Baseball, e Vissel Kobe, da principal liga de futebol do Japão. Essa oportunidade serve para mostrar nossa inovação tecnológica e proporcionar conveniência aos nossos clientes. No entanto, há muitas outras razões para transformar a empresa cashless – ou seja, que não trabalha com dinheiro -, atendendo o negócio e o cliente.

Os benefícios de um negócio cashless

1. Aumentar a satisfação do cliente

Podemos aprender muito com esse tipo de transação sem dinheiro. Talvez, os clientes que compram assentos mais baratos nas arenas esportivas estejam comprando mais comida e cerveja. Assim, concentrar-se nessas necessidades, garantirá clientes mais satisfeitos, em vista disso, melhores retornos comerciais referentes a esses assentos.

Transações cashless tornam essa informação prontamente disponível. Enfim, esses dados nos ensinam sobre os nossos consumidores e orientam a maneira de interagimos com eles no futuro. Com isso, também aprenderemos como respondem às nossas ofertas, de forma que trabalhemos para adaptá-las para uma maior satisfação do cliente.

2. Aumenta a velocidade

Ao remover o dinheiro e as moedas da equação, os pagamentos cashless terão o potencial de aumentar a velocidade de cada transação. Acelerando-as, atenderemos mais pessoas e forneceremos um melhor atendimento ao cliente. Isso se conecta ao conceito japonês que adotamos na Rakuten chamado Omotenashi . 

Omotenashi é um serviço ao cliente que vai além do que é simplesmente necessário. Ele procura proporcionar a melhor hospitalidade possível. Afinal, acreditamos que respeitar o uso do tempo do cliente faz parte desse processo.

3. Ele se conecta a um ecossistema

Uma transação cashless pode ser facilmente registrada em nosso ecossistema de negócios. Isso potencialmente nos permite oferecer marketing, recompensas e outros serviços sob medida para o indivíduo, dentro da nossa gama de serviços diversificados. Fazendo com que os negócios atendam melhor aos clientes de maneiras que nenhum dos dois poderia ter pensado na economia da moeda física.

Gerenciando por meio de mudança

É claro que a transição das transações da moeda física para o cashless não será sempre suave. Em alguns lugares, os defensores dos consumidores se preocupam com o fato essa tendência dificultará aqueles que não possuem cartões de crédito ou smartphone. Algumas empresas estão lidando com essa preocupação entregando cartões inteligentes pré-pagos aos clientes para apresentá-los a opções cashless.

Transições envolvendo dinheiro sempre serão um processo. Afinal, os seres humanos refinaram e evoluíram seu relacionamento com o dinheiro muitas vezes ao longo da história. Quando iniciamos a prática de colocar dinheiro nos bancos, muitos devem ter se preocupados com o perigo ou a imprudência. O mesmo vale para cartões de crédito, antes vistos como menos seguros do que dinheiro; agora, um marco da vida cotidiana.

O negócio cashless é apenas a próxima evolução. Cabe a nós aproveitar ao máximo dessa nova tecnologia e garantir que essa seja uma experiência positiva para todos os envolvidos.


Por Hiroshi “Mickey” Mikitani, Chairman e CEO, Rakuten, Inc.

Aproveite e saiba mais sobre a Rakuten Digital Commerce!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários